quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Rostos na caminhada...

Garoeiro – Natal, RN, 16 de agosto de 2017.










Dialética inspiração me esvai
Pelo rotineiro encaminhamento:
Vejo só rostos tristes, sofrimento,
Nenhum semblante alegre sobressai.

Contra o verso cinzento que aqui sai,
Poesia mordaz do desalento,
Ah, como anseio o contentamento,
Que a dura tez de toda a gente trai.

De ver que achar-se bem é uma mentira,
Sigo na caminhada que me inspira,
Por uma sorridente face rara.

Mas, por mais ânsias que minh’alma tenha,
Encontro o mundo que sorrir desdenha,
Que ameaça, maltrata, e separa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário