quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Escolha estoica

Garoeiro – Natal, RN, 30 de agosto de 2017.














Foi quando achava a vida um mar de rosas,
Minha turma de vida dissoluta,
Dizia das putas maravilhosas,
A fim de me deitar com prostituta.

Em noitadas carnais esplendorosas,
Tão detalhadas para a minha escuta,
Pintavam suas farras mais gostosas,
Assediando-me a provar da fruta.

Em sendo companheiros e vizinhos,
Bebendo sempre juntos nos bailinhos,
Bordel não vi nenhuma vez sequer.

Certo que é graças à preservação
Que todo o gosto fez meu coração,
Do que é amar de verdade a uma mulher...

Nenhum comentário:

Postar um comentário