sábado, 8 de julho de 2017

Uma flor














Garoeiro – Natal, RN, 8 de julho de 2017.   
[ Para Maria Amélia, no seu aniversário. ]          

Há em tudo um diadema
Cujo divino fulgor
Requer Amor que o esprema.
Poesia é o espremedor,
Manejando estratagema
No estrato interior.

Se mal nos parece gema,
Pela casca exterior,
Tendo a Língua por sistema,
É na verdade uma flor,
Em sua essência o poema,
Desabrochada no amor...

Um comentário:

  1. Meu amado amigo, como você sabe me acarinhar a alma, o coração, a vida! Te amo!!!!

    ResponderExcluir