quarta-feira, 14 de junho de 2017

Chorinho...

Garoeiro – Natal, RN, 14 de junho de 2017.













Em flauteado irrompendo
Como lamento assoprado,
O chorinho foi enchendo
O sarau improvisado.

E a gente foi percebendo,
Pelo choro embalado,
Quão cantar junto bebendo,
Desvanece o amargurado.

E o gozo que foi nascendo
Naquele coro abraçado,
Cantava o canto tremendo
Da saudade do passado.

De sofrer não me arrependo,
Mesmo sofrendo um bocado,
Pois toda noite me rendo
Ao chorinho bem chorado...

Nenhum comentário:

Postar um comentário