quinta-feira, 11 de maio de 2017

Amálgama

Garoeiro – Natal, RN, 11 de maio de 2017.













Resultado de histórica opressão
Por nós contra o universo feminino,
É essa semovente aceitação
A resumir, hoje, de amor o ensino.

Cuidando em não se dar, a introjeção
Dispõe para dois egos um destino
Duma aparente neutra relação,
Em socialmente neutro figurino.

Por ser tal ficção tão atraente,
A vida dos casais fará contente,
Embora vivam sempre mal-amados.

Ousar amar, porém, é na essência
Em dois um repartir-se em transcendência,
Sendo espiritualmente amalgamados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário