sábado, 8 de abril de 2017

Minha prece

Garoeiro – Natal, RN, 8 de abril de 2017.













Caso ouvisse minha prece
Um Deus vivo que existisse,
Extinguiria a Quermesse
E o poder da dinheirice,
Converteria onde houvesse
Ao que é toda a crendice,
Lavrava amorosa messe,
A que todo o mundo visse,
Mostrando que ao que padece,
Pouco embora consumisse,
Falta o excesso que abastece
Com fausto à parasitice
Que tudo explora e empobrece.
E, assim, findo o que impedisse
Que o Futuro, enfim, comece,
O Grande Deus, se existisse,
Tudo o que a gente tivesse
A rir que o distribuísse
E à Humanidade se desse,
Da alegria que nos risse,
Diria, na minha prece,
Voz que verdade arguisse:

- “Querei, vós, que acontece! ”

2 comentários:

  1. Respostas
    1. não foi a Ana Carolina Silva que mandou o comentário, fui eu, Gilberto

      Excluir