domingo, 12 de fevereiro de 2017

Meu contraditório

Garoeiro – Natal, RN, 12 de fevereiro de 2017.

















Pecado de até Deus abençoar,
Este gosto de amar que ninguém queira,
Pleno, dentro de minha vida inteira,
Sem nunca a grande amada encontrar.

Só divina regência exemplar,
Esta ausência mortal de companheira,
Ainda manteria passageira
No mal que não me para de chegar.

Cuidar que qualquer zero à esquerda alcança
Humana paz fundida na aliança,
Dor pior meu coração não fira.

Se professor na escola da verdade,
Amor busquei pela sinceridade,
Com todo o mundo amando de mentira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário